Hoje estou indo para o Rio de Janeiro para fazer um repasse de informações para uma equipe que irá assumir o desenvolvimento de um projeto do SERPRO.

Essa será a segunda vez que vou ao Rio de Janeiro (a primeira foi ano passado quando fui ministrar um treinamento em Drupal).

Assim como a maioria da população que não mora no Rio, tenho muito medo de lá. Em geral não tenho medo de andar por lugares que não conheço, até porque o lugar onde cresci era muito violento. Já no Rio não me senti confortável da outra vez, e me sinto apreensivo novamente. Mas, talvez, seja influência da mídia que sempre fala mal da cidade.

De uma forma ou de outra, ficarei no Rio até quarta-feira, muito provavelmente, sem internet.

Na quinta, quando já estiver de volta, quero publicar a segunda parte do artigo sobre melhores práticas no desenvlvimento com Drupal.

Até lá!

As recentes notícias da tentativa da Microsoft comprar o Yahoo! me faz pensar no futuro que a Web está tomando.

A Microsoft tem o hábito de começar tarde em alguns mercados, especialmente na Web. Foi assim com seu navegador, programa de mensagens instantâneas, busca e mais um tanto, mas têm o poder (leia-se dinheiro) de dar uma guinada nisso.

Depois de muito penar e ver que está gastando demais para fazer, muitas vezes sem talento ou sucesso, o que já tem gente fazendo bem há algum tempo, eles resolveram apelar. Agora eles querem comprar o Yahoo!

Eu não sou um dos maiores fãs do Yahoo!, mas já usei e gostei dos serviços deles (especialmente o Webmail que era fantástico). Mas sou menos fã ainda da Microsoft.

Eu, particularmente, não gosto de fusão de empresas desse porte. Atrapalha a concorrência e pode diminuir a criatividade (se você olhar para o Mac OS X e para o Windows Vista vai entender o que eu quis dizer).

Torço para que isso não ocorra, mas se ocorrer é torcer para que o estrago não seja grande demais.

Lendo os comentários sobre a repercussão dessa notícia vi a charge que o Taq fez do que, talvez, esteja passando na cabeça dos funcionários do Yahoo! e fiquei imaginando se uma provável busca pelo termo "Linux" no Yahoo! a resposta vai ser algo como: "Essa busca realizou uma operação ilegal e não trará resultados", ou ainda "Você quis dizer 'Microsoft Windows Vista'".

Tenebroso! 

Essa semana faz um mês que assinei o Twitter.

Nos primeiros dias foi até interessante mas depois perdi o interesse.

O que acontece com o Twitter é que, dada a dinâmica da coisa, ele se torna um repositório de impressões pessoais sobre a mais variada gama de coisa, mas também se torna uma forma verbosa dos seus pensamentos.

Grande parte do que se fala no Twitter é coisa banal (como numa conversa via IM). Pouco se aproveita do todo. Eu digo isso por mim e pelo que li de algumas pessoas que seguem as mesmas pessoas que eu sigo. Grande parte dos posts que fiz lá, foi um bate-papo aberto com meu amigo Dark Flames. O resto foram pequenos pensamentos que passaram na minha cabeça que quis externalizar.

Assim, como ferramenta de blog (ou micro blog) ela se torna meio inútil. Na verdade, não totalmente inútil se você considerar o blog de algumas pessoas (que tratam do que comeram no último jantar ou café da manhã). Mas para blog efetivo, com algo consistente, ele é praticamente inútil.

Assim, decidi que vou manter minha assinatura apenas para dar vazão aos meus pensamentos de momento. Ou seja, minha conta do Twitter vai continuar sendo meu local de egocentrismo, puro e simples. Não espero que alguém acompanhe (nem mesmo quem já acompanha) afinal é um saco ficar lendo sobre as bobagens diárias de cada um. Vou mantê-lo simplismente porque às vezes sinto vontade de externalizar alguns sentimentos momentâneos (como a minha ira quando a rede do serviço fica tremendamente lenta).

No resultado final da minha avaliação o Twitter é inútil para as coisas importantes (ao menos o que se espera que seja útil para um leitor). Só vale a pena mesmo se for para egoblogging Tongue out

Esses dias, olhando as estatísticas do meu site vi uma coisa que me deixou muito feliz.

Nos últimos 3 meses venho acompanhando um progresso no número de usuários que acessam meu site com o navegador Firefox.

Em 2003, quando criei esse site, o número de acessos com o Firefox, obviamente era muito baixo. Até pouco tempo atrás (por volta de um ano), a maioria ainda era de usuários com o IE.

Já fazem alguns meses que o Firefox passou o IE, mas o percentual só vem aumentando, veja nas imagens abaixo (clique para ver maior):

Novembro/2007
Estatísticas de novembro

Dezembro/2007
Estatísticas de Dezembro

Janeiro/2008
Estatísticas de Janeiro

Tudo isso é relativamente natural, dadas as notícias divulgadas sobre o crescimento do Firefox.

Estou comentando tudo isso porque, muito mais que estatísticas dadas por notícias, é muito bom ver isso acontecer no seu próprio site.

Obviamente que em alguns sites esse tipo de coisa nem sempre vai acontecer. Como meu site é voltado para tecnologia, é bem mais provável que o número de pessoas que conhecem as vantagens do Firefox seja maior.

Para aqueles que ainda não conhecem esse maravilhoso navegador eu recomendo você baixar agora mesmo e instalar.

O meu desejo é que o Firefox se expanda mais e mais, e que o usuário "leigo" comece a ver as vantagens (que vão muito além de usar o navegador que já vem com o seu SO) e também fomente o uso dessa ferramenta.

Hoje me deu vontade de escrever e eu não sabia o que escrever, então vou falar dos meus projetos para 2008.

Como estou lendo o livro Getting Things Done, acho que vou colocar em prática (ainda que só em parte) um dos princípios do livro aqui no blog. Vou listar os projetos que não saem da minha mente.

Todo inicio de ano é aquela velha lenga-lenga: vou fazer isso, vou fazer aquilo etc. e no final do ano nem metade do que alardeei eu fiz. Esse ano quero que isso seja diferente.

Esse ano o meu primeiro projeto pessoal já foi iniciado: academia. Depois de malhar por 3 meses, no ano passado, fiquei parado um tempão. Esse ano coloquei (e minha esposa também) como meta emagrecer. Estou, atualmente, com 103 Kg e, segundo as contas da moça da academia, deveria estar com 81 kg. Logo tenho muito chão (ou banha) pela frente. Até o fim do ano espero estar com 85 Kg, que é o peso que eu considero ideal.

No meu post de inicio de ano também disse que quero ficar mais tempo com minha esposa, e esse é outro grande projeto. Como me mudei para Curitiba em Setembro e estive bem envolvido com alguns free-lance, não deu para conhecer a Cidade e seus arredores. Esse um motivo de eu querer parar de pegar projetos free-lance. Investimento na minha família é prioridade.

Sobre o Drupal. Já disse nas minhas metas que pretendo me envolver mais com o projeto e com a comunidade Brasileira. Esse ano vou me empenhar mais nisso e para tanto vou parar de pegar projetos free-lance por um tempo, pois eles têm tomado um tempo precioso em que eu poderia estar escrevendo documentação (algo que me dá muito prazer). Se pintar, como no ano passado, também quero ministrar cursos sobre Drupal, de preferência algo como o treinamento Mão-na-Massa que ministrei ano passado.

Outro projeto que quero iniciar esse ano é a construção do meu primeiro jogo. Um jogo de verdade, nada como Torres de Hanoi ou algo tão simples quanto. O meu auto-desafio é recriar o Sim City. Nada de novo, o mesmo e velho jogo, com as mesmas coisas que ele já tinha na sua versão antigona. Esse desafio é simbólico, pois é com ele que quero inicar a programação de jogos. Esse é um sonho antigo, e creio que o Sim City é um bom começo. Você pode dizer: ah, faz algo mais elaborado, em 3D. Não! Eu quero aprender, e devagar. Esse jogo vai ser outro marco para mim, pois vai ser através dele que vou, finalmente, consolidader os meus (até agora poucos) conhecimentos de C/C++ e de quebra aprender SDL. Não penso, por enquanto, em mudar de carreira. Desenvolvimento Web é uma paixão que só mudo se me identificar mais com outra coisa.

Ler mais. Estou tentando adquirir o hábito de ler em casa. Explico. Sempre li quando estava em ônibus, metrô, ou parado em algum lugar (como quando trabalhava vendendo doces para ajudar minha mãe). Nunca parei para ler em casa. Esse ano quero mudar isso. Separar 1 hora diária para leitura.

Esses são alguns dos projetos que quero me dedicar. Existem outros, mas esses são os que estão me agoniando mais nesse momento, e creio que eles me darão gás para realizar outros (como fazer uma Pós-graduação e um curso decente de Inglês).

Agora é focar. Entregar os free-lance que eu já comecei, e não assumir novos para poder assumir somente os meus projetos. Depois, se sobrar tempo, assumirei novos trabalhos.

Há algum tempo atrás, quando eu frequentava salas de bate-papo, sempre tinha uma pergunta que se fazia: qual o seu gosto musical.

Por muito tempo tentei definir isso. Já houve épocas que achei que eu fosse roqueiro, outras que achei que amava Jazz sobre todos os outros estilos mas hoje, com um certo amadurecimento, eu posso dizer que não há um único estilo que eu me apegue.

Escuto bandas e artistas dos mais variados estilos, mas tem sempre alguns que marcam mais.

Por exemplo, quando falamos de Rock eu me lembro, sempre, de Bride (uma banda gospel). Eles fazem um estilo meio década de 80 que eu gosto muito.

Ultimamente tem um cara que eu estou ouvindo demais, que até agora não sei qual o estilo dele: Raul Midon. Ele faz um estilo meio "voz e violão" que eu estou descobrindo ser muito bom.

Mas uma coisa que tenho observado entre as pessoas que gostam de ouvir música (não necessáriamente os aficcionados) é que, à medida que o tempo passa, ouvimos cada vez menos coisa nova. Hoje em dia ainda tem muita banda fazendo algo que o Bride fez e faz, mas que eu não consigo parar para ouvir direito. Às vezes acho que quando eu chegar aos 40 anos de idade não vou conseguir ouvir mais nada novo. Esse, me parece, é um comportamento que se repete muito comumente... espero que eu esteja enganado.

Aos que ainda não chegaram nesse estágio de saturação, recomendo Raul Midon :-) 

Olá a todos!

Todo ano tem esse tipo de post clichê. Esse ano não vai ser diferente. Assim, desejo a todos um ano novo repleto de saúde, paz e Deus no coração. Que tudo que formos fazer esse ano seja um sucesso e que os percalços sirvam de lição para nós.

Também é clichê falar do que queremos realizar esse ano e aqui vão os meus desejos(sem nenhuma ordem específica):

  • Melhorar ainda mais o Drupal Brasil para que possamos produzir melhor conteúdo
  • Escrever mais tutoriais e fazer novos screencasts sobre Drupal
  • Desenvolver e liberar novos módulos para o Drupal
  • Ler, pelo menos, 68 livros como fez o Ronaldo Ferraz em 2007
  • Gastar mais tempo com minha esposa
  • Viajar mais
  • Estressar menos com o trabalho
  • Escrever mais

Enfim, esses são alguns desejos, não sei se vou conseguir realizar todos, mas vou me esforçar mais para isso(ao menos mais que no ano passado).

Abração e, novamente, feliz 2008 para todos nós! 

Olá a todos!

Nesse momento lhes escrevo do aeroporto de Campinas. 

Estive mais uma vez em Brasília, dessa vez ministrando um treinamento de Zope e Plone para um cliente do SERPRO.

Até aí tudo bem. O problema está sendo voltar para Curitiba.

Meu vou estava marcado para sair de Brasília 18:50, com escala em Campinas e chegada em Curitiba 23:40. Pois bem, agora são 00:03 e meu vôo, se tudo der certo, sairá daqui de Campinas 00:35.

Desde que começou esse lance de crise áerea eu sempre fiquei me perguntando se eu ia me dar mal como tantos brasileiros têm se dado. Pois bem, chegou minha vez.

O pior disso tudo é você ter que ficar sem fazer nada por tanto tempo. Eu estou com meu computador e estou acessando a internet porque eu assinei um plano de Wifi (que já pedi o cancelamento hehe). Fico imaginando o quão entediadas estão as outras pessoas que não têem absolutamente nada para fazer.

Espero que, algum dia, um governate tome vergonha na cara, pare de fazer politicagem e resolva essa coisa toda.

Abraço a todos 

PS.: no momento em que eu terminava de escrever essa nota o avião pousou. Veremos quado chegarei em casa. 

Olá a todos!

Há exatamente duas semanas atrás comprei um brinquedinho que, há muito tempo, eu vinha querendo: um MacBook.

MacBook

Apesar de ser campanha da concorrência, acho que a melhor palavra para o bixinho é Uau!

A primeira coisa que você nota é que a máquina é ultra leve. Em seguida o visual, simplesmente lindo!

Ao usar o Mac OS você vê que Windows e Linux ainda têm muito caminho pela frente em termos de interface gráfica (veja que eu falei de interface gráfica e não de SO como um todo hehe).

Ainda preciso de mais tempo para mexer com o bixo. Desde que comprei ele ando sem tempo para fuçar e aprender todos os seus segredos. Em dezembro eu acho que vou poder fazer isso com mais calma.

A Apple é uma empresa muito caprichosa. Eu já tinha um iPod nano e sempre o achei muito bem projetado e com uma usabilidade fantástica. Agora com o Mac é a mesma coisa. Tudo é bem integrado e bem ajusatdo. Estou gostando muito.

Vamos ver como vai ser a experiência ao longo do tempo.

Abraço a todos!

Olá a todos!

Esse post é para avisar a todos que estou em Brasília por motivos de trabalho. Vou ficar aqui até o dia 25 de novembro e em seguida voltarei pra Curitiba.

Apesar de ter acesso a computador, não estou tendo tempo de responder e-mails esses dias. Assim que voltar para Curitiba boto a correspondência em dia.

Quem tiver alguma urgência me mande um e-mail que tento responder(não vou prometer).

Abraços! 

Páginas