Rafael Silva

Desenvolvedor Web

Versões do Drupal: qual usar?

O Drupal, muitas vezes, é comparado com um Lego. Assim como o Lego, você pode fazer várias coisas diferentes, dependendo das peças que você tem. Você pode fazer um simples blog, ou um complexo site de revista com vários perfis de acesso e workflows complicados. Tudo vai depender das peças (módulos) que você tem à disposição.

No entanto, diferente do Lego, no Drupal, peças antigas não podem ser usadas junto com um conjunto novo. Quer dizer, não antes de uma remodelagem. Com isso, alguns módulos que você tinha à disposição na versão anterior, não necessariamente estão disponíveis na versão mais nova. Às vezes eles deixam de existir, outras vezes eles demoram para ser atualizados.

Em geral, essa atualização (remodelagem) demora alguns poucos meses. No caso das versões para o Drupal 7, teve um grande número de módulos promentendo uma versão estável já no lançamento do mesmo, mas nem todos conseguiram. Por esse motivo eu demoro um pouco para atualizar os meus sites. Também demoro um pouco para começar a usar as últimas major versions em projetos novos.

Mas então, qual versão do Drupal devo usar?

Essa pergunta guarda algumas armadilhas. Não dá para dizer ao certo sem um detalhamento melhor do que a pessoa quer fazer. Geralmente eu recomendo usar a última versão estável, mas na situação que mencionei acima, isso pode ser ruim.

No momento em que escrevo esse post, o Drupal 7 tem pouco mais de 2 meses de idade e eu não o considero ideal para todos os casos. Sites complexos devem esperar alguns módulos sairem das suas versões alpha, beta e dev. Um exemplo claro é o módulo Views, ele ainda está em franco desenvolvimento, e seu uso não é recomendável.

Assim, recomendo antes fazer um levantamento de tudo que você vai precisar e, só então, avaliar qual versão atende o que você precisa.

Conclusão

Usar a versão anterior do Drupal não é um problema, desde que você se programe para uma migração, quando suas necessidades forem atendidas pela versão mais nova. Mas sair correndo para a versão mais nova pode te causar muita dor de cabeça, esforço e dinheiro dependendo do estado dos módulos que você vai precisar.

Trabalhar com módulos em versão de desenvolvimento, ou ainda em alpha ou beta pode ser um tanto desagradável. O módulo Panels, por exemplo, em um dado momento, teve uma das suas versões canceladas enquanto estava em desenvolvimento. Assim, quem estava usando aquela versão teve que "se virar" e fazer a atualização para a versão seguinte. Eu passei por isso e não foi legal.

Ao desenvolver com o Drupal, lembre-se sempre que você vai precisar de módulos extra, e são eles, muitas vezes mais do que o core, que vão te dar a solução ou a dor de cabeça.

 

Comentários

imagem de Matheus
Enviado por Matheus em

Muito bom o post, bem explicado. Com certeza ajudará os mais leigos no Drupal.

imagem de Thiago Régis
Enviado por Thiago Régis em

Ótimo post, Rafael.

Eu me lembro de quando o Drupal 6 foi lançado. Era sensacional... O simples fato de ter jquery implementado de forma estável, era um ponto muito forte a favor do Drupal 6 (quem usou o Drupal 5, sabe dos problemas com jQuery. rs).

Mas ainda assim, eu demorei no mínimo (apostaria até mais) 6 meses para começar a usar a versão 6, mas frequentemente estava acompanhando o status dos módulos principais.

No caso do Drupal 7, eu tenho visto um movimento bem maior do que no Drupal 6. Talvez seja uma falsa impressão, mas vejo que os releases para Drupal 7 módulos estão saindo muito mais rapido do que o 6 (na época). Então não demorará muito para podermos aproveitar 100% da sua capacidade :)

Parabens pelo post ;)

imagem de Marcus VBP
Enviado por Marcus VBP em

Pois é Rafael, concordo contigo.

No meu caso, Optei por lançar meu blog pessoal direto para Drupal 7 porque, bem, porque é MEU blog, e posso arcar com as conseqüências, hehehehe.

Mas tive que enfrentar o que você me disse, alguns módulos simplesmente não estão prontos. Exemplo disso é o módulo de integração com o twitter, que nem versão -dev tem. Também tive que instalar alguns módulos em alfa, beta e -dev.

Agora uma coisa interessante é esses módulos q citei estão funcionando mui-decentemente, apesar de ser versões não finalizadas. Contudo, com alguns módulos a situação não é essa.

No caso do Drupal 7, eu tenho visto um movimento bem maior do que no Drupal 6. Talvez seja uma falsa impressão, mas vejo que os releases para Drupal 7 módulos estão saindo muito mais rapido do que o 6 (na época). Então não demorará muito para podermos aproveitar 100% da sua capacidade :)

Também tenho percebido isso ;)

imagem de Joel Wallis
Enviado por Joel Wallis em

Faltástico post, Rafael! Simples e de fácil entendimento para leigos.

Eu mal posso esperar para ver o Drupal 7 rodando com a força dos principais módulos contribuídos... Será fantástico!

Comentar